Por que as teclas do teclado não estão ordenadas por ordem alfabética?

 

Já parou para se perguntar por que essas teclas do teclado não estão ordenadas por ordem alfabética?
 
A forma no qual as teclas estão dispostas no teclado atualmente não é aleatória, as teclas seguem uma ordem, e é por isso que o teclado como conhecemos atualmente é chamado de QWERTY (por conta das seis primeiras letras da fileira superior).
 
Antigamente, na época das máquinas de escrever, as teclas do teclado eram dispostas de maneira diferente, quando Christopher Latham Sholes inventou a máquina de escrever, ele tentou ordenar as fileiras em uma certa ordem alfabética, o layout tinha apenas 2 linhas de caracteres arranjados alfabeticamente.
Porém, esse layout tinha uma grande falha que tornou a máquina de escrever suscetível a problemas. As teclas faziam parte de uma estrutura de metal e as estruturas vizinhas normalmente colidiam quando teclas muito próximas eram digitadas ao mesmo tempo ou em intervalo de tempo muito pequeno. A solução foi modificar de lugar combinações de teclas que são usadas com muita frequência e estão próximas(por exemplo as letras “th” ou “st”), para lugares mais distantes umas das outras.
 
Ao contrário do que muitos pensam, o layout QWERTY não foi desenvolvido para tornar a digitação mais lenta, e sim para tornar a digitação rápida de modo que as teclas não ficassem congestionadas (colidissem os metais).
Isso é evidenciado no fato das teclas utilizadas com maior frequência estarem distantes, encorajando o digitador a alternar as mãos na hora de digitar. Percebemos também que, como na língua inglesa toda palavra tem ao menos uma vogal, o layout qwerty foi desenvolvido de modo que apenas a vogal “a” fosse deixada na fileira principal (fileira do meio) do teclado, o que acaba forçando o digitador a explorar outras fileiras do teclado.
 
Em 1932 após muitos anos de estudo, o americano August Dvorak criou um layout extremamente eficiente para língua inglesa, com ele poderíamos digitar 3000 palavras na fileira principal contra 50 do QWERTY. Chegou-se a realizar competições para descobrir qual layout era melhor, porém as pessoas já estavam acostumadas a utilizar o padrão QWERTY, de modo que esse padrão acabou se tornando padrão nos computadores até os dias de hoje.
 
Por: Gilberto Ewald Filho